quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Hospedagem em Garanhuns

Existem muitas opções de hospedagem em Garanhuns, como se pode conferir no mapa abaixo: 




Cidade Sanatório


Destino Turístico tradicional do Nordeste, os primeiros hoteis da Cidade remontam à transição entre os séculos XIX e XX, quando a dita "Terra do Clima Maravilhoso" era a grande "Cidade Sanatório" do Norte do Brasil.


Vivia-se a "Era dos Sanatórios" e, nesse contexto, Garanhuns era um lugar privilegiado, recanto tido como de "clima europeu", uma região prolífica em fontes de água mineral - estas, as nascentes do Rio Mundaú, que se multiplicam pela zona urbana - e de terra fértil, onde "em se plantando, tudo dá".


O histórico Hotel Tavares Correia, que nasceu sob a denominação de Instituto Médico-Cirúrgico em 1927, e depois foi designado de Sanatório Tavares Correia, data dessa época. Foi fruto do pioneirismo do médico Dr. José Tavares Correia, tido por muitos como "o descobridor de Garanhuns", pelo fato de haver inaugurado e consolidado o turismo terapêutico na região, com seu grande empreendimento.




Na esteira do Tavares Correia, a Cidade ganhou outros sanatórios. O declínio desse tipo de tratamento em face dos avanços da medicina, por outro lado, levou a uma reestruturação do turismo local. 


Expansão da Rede Hoteleira


Com o tempo, outros hotéis de envergadura vieram a fazer companhia ao Tavares Correia, que passou a integrar a Rede de Hotéis do Sol, ganhou um Centro de Convenções e chegou a ostentar a qualificação de 4 estrelas. É o caso, primeiramente, da Colônia de Férias do SESC (hoje Centro de Turismo e Lazer) e do Garanhuns Palace Hotel; e, posteriormente, do Hotel Village e do Hotel Fazenda Alvorada.




Nos anos 1990 e 2000, a grande demanda por alojamentos, sobretudo durante os dias do Festival de Inverno, levou a uma enorme expansão da rede hoteleira, que hoje abrange mais de 20 opções, desde os mais sofisticados e caros até os mais em conta, alguns com excelente relação custo-benefício.


Antes de reservar...

De acordo com o preço, é possível classificar os hoteis de Garanhuns em 3 Categorias: Econômica, até R$ 35 por pessoa; Intermediária, entre R$ 35 e R$ 60 por pessoa; e Superior, acima de R$ 60 por pessoa.


Atente-se para o fato de que a esmagadora maioria dos estabelecimentos cobra algo entre R$ 30 e R$ 40 por uma diária individual, e mesmo os da categoria mais cara partem de um patamar de preços - R$ 60 - razoavelmente acessível, com raras exceções de preços muito superiores, o que, do ponto de vista da hospedagem, configura o turismo da Cidade das Flores como um turismo barato.


No geral, a maior parte dos hotéis - que, apesar dos nomes, aproximam-se mais de pousadas - oferece quarto com banheiro privativo com chuveiro elétrico, TV e ventilador, sendo possível, normalmente, optar-se pela acomodação com ar-condicionado pagando-se um pouco mais. 


Ao turista que não pretende passar o dia no quarto, o ar-condicionado é desnecessário mesmo nos meses de verão, já que as noites de Garanhuns costumam ser frias o ano todo. Durante o inverno (entre maio e agosto), então, nem se fala: dias e noites bastante frios.


Os estabelecimentos também costumam incluir no preço da diária o café-da-manhã. Porventura, o quarto poderá ter frigobar, mas estacionamento e piscina são facilidades raramente disponibilizadas. Quanto ao estacionamento em particular, não é difícil estacionar na Cidade, mas o veículo pernoitará na rua, com os riscos daí decorrentes.


Outro detalhe importante: durante o Festival de Jazz, que ocorre nos dias de Carnaval, os preços costumam dobrar/triplicar, e, durante o Festival de Inverno, chegam até a sextuplicar. Aliás, durante o FIG (sigla que significa Festival de Inverno de Garanhuns), os hotéis têm por prática fechar pacotes pelo final de semana ou pelos 10 dias de evento. Como, não raro, as lotações se esgotam com semanas de antecedência, vale à pena se programar.


Em último caso, um alento: nessa época tão concorrida, a Prefeitura costuma disponibilizar em seu site listas com imóveis para aluguel. As primeiras listas saem com antecedência de algumas semanas, mas, aos retardatários de plantão, novas listas continuam a ser divulgadas, inclusive durante os dias de evento.


Os preços para aluguel variam entre R$ 2 e 5 mil, podendo superar esse valor, a depender da localização e das condições da casa (quantidade de quartos, estado de conservação, etc.). Esse é, porém, o meio ideal de hospedar grupos numerosos a baixo custo.


Abaixo, o Guia Garanhuns disponibiliza uma lista detalhada, com informações sobre os hotéis  localização/contato, facilidades e preços. Registre-se novamente, porém, que esses são os valores praticados normalmente, isto é, não dizem respeito ao período em que ocorrem os grandes eventos da Cidade, mas devem servir como parâmetro também nessas épocas, já que os preços guardam proporção com os normalmente praticados.







5 comentários:

  1. ola eu liguei hoje pra saber quanto vai custar a diária no Hotel Maria Eliza a recepcionista nao soube me informar pretendo ir nos dias 19 a noite chegada 20 e 21 ir embora por volta das 16hs muda muito o preço fica muitos mais caros nesta época??

    ResponderExcluir
  2. Boa noite ìgor Cardoso, legal esse conteúdo. Por isso estou querendo entra em contado com vc, pra saber se esses valores são reais. Sou de Sergipe e vou pra um encontro de Agroecologia que vai haver ai e estou a procura de locais pra eu e minha turma poder se hospeda!!
    Att. viviane

    ResponderExcluir
  3. Boa noite ìgor Cardoso, legal esse conteúdo. Por isso estou querendo entra em contado com vc, pra saber se esses valores são reais. Sou de Sergipe e vou pra um encontro de Agroecologia que vai haver ai e estou a procura de locais pra eu e minha turma poder se hospeda!!
    Att. viviane

    ResponderExcluir